Home > Revista > Volkswagen 7ª geração do Jetta

Volkswagen lança 7ª geração do Jetta     

 



Novo Jetta é lançado nas versões Comfortline e R-Line.



03/10/2018 - Texto: Autoline | Foto: Divulgação

Jaguar controlado pelo relógio

O novo Jetta chega nas versões Comfortline e R-Line.
   
Depois de lançar o Virtus no início do ano, a Volkswagen prossegue a estratégia de modernizar seus sedãs com a apresentação da 7ª geração do Jetta. Feito em Puebla (México) sobre a plataforma modular MQB, o novo sedã traz uma série de inovações. 

A primeira delas são as dimensões mais amplas: o modelo ficou mais longo, largo e alto, com 4,70 m de comprimento (4,3 cm maior), 1,80 m de largura (2 cm mais largo) e 1,47 de altura (1 cm mais alto). A distância entre-eixos cresceu 3,7 cm, passando a 2,69 m. Isso significa mais espaço para os cinco ocupantes do carro.

Jaguar controlado pelo relógio

Na traseira, o desenho da lanterna se prolonga até o porta-malas.
   
O novo Jetta chega ao mercado brasileiro em duas versões: Comfortline 250 TSI (R$ 109.990) e R-Line 250 TSI (R$ 119.990). A exemplo de Polo e Virtus, o 250 do sobrenome é referência ao torque de 250 Nm. 

Entre os equipamentos de série, o Jetta Comfortline traz ar-condicionado com regulagem digital bizona, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro, sensor de chuva, seis airbags (dois frontais, dois laterais e dois do tipo cortina), sistema Start/Stop, freio de estacionamento eletromecânico, assistente de partida em subidas, volante multifuncional e bancos revestidos de couro.

Jaguar controlado pelo relógio

O painel digital pode ser configurado de acordo com a preferência do motorista.
   
A central multimídia com tela de 8 polegadas permite conectividade com os sistemas App-Connect (Android Auto, Apple CarPlay e Mirrorlink) e oferece navegação integrada. Já o Jetta R-Line 250 TSI adiciona Active Info Display (painel digital programável), controlador automático de velocidade, detector de fadiga, sistema de frenagem pós-colisão e regulagem automática do farol alto.

Jaguar controlado pelo relógio

A iluminação ambiente tem dez combinações de cores disponíveis.
   
Assim como o Virtus e o Tiguan Allspace, o novo Jetta oferece o chamado “Manual Cognitivo” – que usa o sistema IBM Watson para responder aos motoristas questões sobre o veículo, incluindo informações contidas no manual do carro.

O aplicativo “Meu Volkswagen” conta com tecnologia do Watson para responder em português e espanhol. 

Como nos sites de pesquisas na internet, o aplicativo tem campos para digitação e microfone para que o usuário faça sua pergunta. O sistema reconhece sotaques e é capaz de aprender quanto mais se interage com ele.

O motor da 7ª geração do Jetta é o 1.4 TSI flex de 150 cv a 5.000 rpm, que atua em conjunto com a transmissão automática de seis marchas Tiptronic. Com ele, o sedã acelera de 0 a 100 km/h em 8,9 segundos e alcança 210 km/h.

Jaguar controlado pelo relógio

O motor 1.4 desenvolve 150 cv de potência.
   
O design da dianteira tem ênfase em linhas horizontais e a grade em forma trapezoidal é composta por quatro barras cromadas, que fluem na direção dos faróis de LED. Na traseira, o spoiler é integrado ao design da tampa do porta-malas e se junta às linhas das extremidades das laterais, explorando bem a largura do sedã.

Ao volante do novo Jetta, o motorista pode escolher entre quatro opções de condução: a Eco privilegia a economia de combustível, a Normal mantém os ajustes de fábrica, a Sport visa uma condução mais esportiva e a Individual acerta os parâmetros de direção, transmissão e outros assistentes da maneira como o motorista preferir. 

Mas, certamente um item que o motorista sentirá falta enquanto dirige o Jetta são as borboletas no volante para trocas de marcha. A Volkswagen na precisava ter economizado nesse item em um modelo que custa na faixa de R$ 110.000 na sua versão mais barata.