Home > Revista > Presidente da Nissan

Presidente da Nissan fala dos carros elétricos

    

 



Carros com motor elétrico são alternativa para a mobilidade mundial. 

 



12/04/2018 - Texto: Autoline | Foto: Divulgação


Mobilidade é um dos temas da vez da indústria automotiva mundial atualmente. Como torná-la mais eficiente, ajudando na locomoção dentro das grandes cidades e sem a emissão de poluentes? Uma das respostas é o desenvolvimento cada vez maior de veículos elétricos. E a Nissan é uma das marcas mais empenhadas nesse assunto, como afirma nesta entrevista Marcos Silva, presidente da Nissan do Brasil.


Jaguar controlado pelo relógio

Marcos Silva: “O Brasil não pode ficar de fora no desenvolvimento da tecnologia elétrica nos automóveis”.
  

Marcos Silva, presidente da Nissan do Brasil

Por que a Nissan vem trabalhando tanto para o futuro da mobilidade nas grandes cidades?

Marcos Silva: A Nissan é uma fabricante de automóveis, mas nosso compromisso é que eles possam rodar em um ambiente mais amigável e sem emitir poluentes. É uma contribuição para um trânsito mais limpo, seguro e com mobilidade eficiente. E um dos grandes investimentos que fazemos em torno desse importante assunto é o desenvolvimento de carros elétricos.

 

A Nissan acredita no futuro do carro elétrico no Brasil?

Silva: A eletrificação dos automóveis veio para ficar e temos certeza de que o Leaf tem muito espaço para crescer no mercado brasileiro. Tanto que a nova geração dele será lançada por aqui no início de 2019. O tempo dirá se ele fará parte de um nicho de mercado ou se entrará em um patamar de preço capaz de competir com modelos dotados de motor a combustão.


O governo está se empenhando em prol da disseminação dos carros elétricos?

Silva: O Brasil não pode ficar de fora no desenvolvimento da tecnologia dos carros elétricos. É preciso definir um plano de longo prazo para dar mais segurança à indústria para que possamos investir com confiança. Chegou a hora de transformar a indústria automotiva, não para ser protegida, mas para ganhar competitividade. No Brasil, a primeira geração do Leaf foi usada principalmente por taxistas do Rio de Janeiro. Agora, desejamos vê-lo em grande escala nas ruas do país.


Além do Leaf, a Nissan pretende investir em outros automóveis elétricos no Brasil?

Silva: A Nissan é a marca que está há mais tempo fabricando carros elétricos. O Nissan Note foi o modelo campeão de vendas no Japão graças à tecnologia I-Power, com motor elétrico e um a gasolina só para auxiliar na geração de eletricidade. A mesma tecnologia está em testes no SUV Kicks. Por enquanto, vamos centrar fogo no Leaf para, em seguida, analisar a receptividade do mercado. No entanto, não tenho dúvida de que o carro elétrico é um dos passos para a mobilidade mais eficiente.