Home > Revista > PB18 e-tron é superesportivo

PB18 e-tron é superesportivo elétrico da Audi     

 



Marca apresenta carro de alta performance do futuro com motor elétrico.



11/09/2018 - Texto: Autoline | Foto: Divulgação

Jaguar controlado pelo relógio

Linhas musculosas e grandes entradas de ar dão o tom no design do PB18 e-tron.
  
Apontado como uma visão radical de superesportivo do futuro, o Audi  PB18 e-tron foi mostrado oficialmente no México. Suas linhas nasceram no novo estúdio de design da Audi na Califórnia (Estados Unidos), onde o estilo dos modelos da marca encontra-se em constante atualização. 

O nome PB18 e-tron refere-se a Pebble Beach, local escolhido para a estreia do modelo, e ao DNA tecnológico compartilhado com o bem-sucedido protótipo LPM1 R18 e-tron.

O carro de alta performance do futuro exibe semelhanças com o Aicon, outro protótipo da marca. Além das janelas laterais inclinadas para trás bem parecidas, os aros de roda estendidos e o sistema de condução elétrico com bateria em estado sólido para armazenamento de energia são outros pontos em comum.

A diferença é que o Aicon foi projetado como veículo de luxo e totalmente autônomo para longas distâncias, ao passo que o PB18 e-tron surgiu para ser uma máquina para a pista de corrida e para a estrada. Nele, é o motorista quem conduz e pisa no acelerador e no freio. Ou seja, não há sistemas complexos de direção pilotada a bordo ou equipamentos de conforto para deixar o carro mais pesado.

Tudo isso deu lugar a um cockpit integrado a um chassi monocoque interno que desliza lateralmente. O monocoque pode ser posicionado no centro, graças ao design da direção e dos pedais. “Queremos oferecer ao motorista uma experiência que seria possível apenas em um carro de corrida, como o R18. Por isso, desenvolvemos o interior em torno da posição de dirigir no centro”, afirma Gael Buzyn, diretor do Audi Design.

Quando o monocoque desliza para a lateral, de onde o PB18 e-tron pode ser dirigido como um veículo convencional, abre-se espaço para um passageiro. O motorista também se beneficia ao entrar e sair do veículo pela posição facilmente acessível do monocoque, quando a porta estiver aberta até o limite.

Jaguar controlado pelo relógio

A posição central de dirigir é típica dos carros de corrida.
  
O PB18 e-tron segue a arquitetura de um carro esportivo de motor central, com cabine posicionada para frente. O centro de gravidade é localizado atrás dos assentos e na frente do eixo traseiro – o que favorece a dinâmica de direção.

Uma combinação de alumínio, carbono, compostos multimateriais e uma inovadora bateria em estado sólido deixaram o PB18 e-tron com apenas 1.550 kg. O superesportivo mede 4,53 m de comprimento, 2 m de largura, 1,15 m de altura e distância entre eixos de 2,70 m. 

A dianteira é dominada pela grade com a familiar forma hexagonal, que traz corte largo e horizontal. O logotipo da Audi está na frente do capô, no típico estilo dos carros esportivos da marca. Grandes entradas de ar nas laterais dão resfriamento necessário para os freios e para o motor elétrico dianteiro. 

O conceito usa três potentes motores elétricos – um na dianteira e dois na traseira --, estes localizados centralmente entre as juntas de direção, cada um acionando diretamente uma roda por meio de semieixos. 

Eles entregam potência de 150 kW para o eixo dianteiro e 350 kW para o eixo traseiro. Com potência combinada de 500 KW, PB18 e-tron não decepciona do desempenho: acelera de 0 a 100 km/h em pouco mais de dois segundos.