Home > Revista > A indústria automotiva

Homens que sacudiram a indústria automotiva     

 



10 personalidades que mexeram com a história do automóvel.



03/09/2018 - Texto: Autoline | Foto: Divulgação


O mundo do automóvel é repleto de personalidades decisivas para o seu desenvolvimento ao longo de mais de 100 anos. São engenheiros, pilotos, diletantes ou executivos que criaram automóveis revolucionários e tiraram marcas do precipício com tomadas de decisão firmes. Veja dez homens que sacudiram a indústria automotiva.


Jaguar controlado pelo relógio

  
Karl Benz
Pode-se dizer que Karl Benz é o inventor do automóvel com motor a gasolina, chamado de Patent-Motorwagen, que alcançava 8 km/h. Nascido em 1844, o engenheiro mecânico dedicou uma vida ao desenvolvimento de soluções automotivas, como um veículo de três rodas.

Jaguar controlado pelo relógio

  
Henry Ford
Henry Ford criou a linha de montagem, sistema que produz os automóveis em série, otimizando tempo e recursos. Celebrizou-se com a criação do Ford T, o carro mais vendido no fim do século 19.

Jaguar controlado pelo relógio

  
Enzo Ferrari
O comendador Enzo Ferrari fundou a marca de automóveis mais mítica do mundo, a Ferrari. Apaixonado por automobilismo desde a infância, trabalhou como mecânico e foi piloto até criar sua própria empresa, que faz os cobiçados superesportivos e tantas conquistas obteve na Fórmula 1.

Jaguar controlado pelo relógio

  
Ferdinand Porsche
Deixe de lado os modelos da Porsche que, por si só, merecem muitas homenagens da indústria. Autor de inúmeros projetos, Ferdinand Porsche recebeu uma encomenda que mudaria a história do automóvel. Em 1933, Adolf Hitler pediu que a Porsche um veículo pequeno, popular e barato. Teria de ser o “carro do povo”. O projeto foi engavetado por causa da Segunda Guerra Mundial mas, depois dela, saiu do papel. Surgia o Fusca.

Jaguar controlado pelo relógio

  
Soichiro Honda
Soichiro Honda teve papel determinante no crescimento da indústria automotiva japonesa. Depois de fabricar peças para a, veja só, Toyota e hélices para a Força Aérea Japonesa, concebeu a sua própria empresa, que se tornou um império na produção de carros de alta qualidade.

Jaguar controlado pelo relógio

  
Lee Iacocca
Como funcionário de prestígio da Ford, Lee Iacocca lançou nada menos que o Mustang – um ícone entre os esportivos --, mas não foi perdoado com o fracasso do Ford Pinto. Demitido, transferiu-se para a Chrysler, cuja recuperação virou um case de sucesso do famoso dirigente.

Jaguar controlado pelo relógio

  
Ferruccio Lamborghini
No início dos anos 1960, a Ferrari do empresário Ferruccio Lamborghini, que fabricava tratores, teve um problema e seu dono pediu uma solução a Enzo Ferrari. O genioso Enzo mandou, então, que Ferruccio fosse dirigir tratores e não suas Ferrari. Aborrecido com o tratamento recebido, Ferruccio mudou de ramo para mostrar ao desafeto como se fazia esportivos. Nascia ali a famosa – e rival  marca Lamborghini.  

Jaguar controlado pelo relógio

  
Carrol Shelby
Piloto extremamente vitorioso, Carroll Shelby também era um preparador de carros de mão cheia. Tanto que foi chamado pela Ford para deixar o Mustang ainda mais agressivo, originando o Shelby Mustang, além de desenvolver o Shelby Cobra. Seu nome virou sinônimo de máquinas supervelozes.

Jaguar controlado pelo relógio

  
Carlos Ghosn
A Nissan estava prestes a fechar suas portas no fim dos anos 1990, quando Carlos Ghosn assumiu a empresa e a salvou da falência com decisões firmas. Sua austeridade também foi decisiva na reestruturação da Renault, que voltou a ter lucro. Hoje, Ghosn é, seguramente, o executivo mais celebrado do setor automotivo.

Jaguar controlado pelo relógio

  
Sergio Marchionne
O capo da FCA (Fiat Chrysler Automóveis), Sergio Marchionne, comandou a reviravolta da Fiat que, de empresa deficitária, passou a valer 11 vezes mais no mercado. Com problemas de saúde, Marchionne faleceu em julho, mas ainda teve tempo de aprovar o lançamento de 25 produtos nos próximos quatro anos.