Home > Revista > Aircross renovado

Aircross renovado substituiu dois carros





Além da própria geração anterior do Aircross, modelo ocupará o espaço do C3 Picasso, que não será mais produzido


25/01/2016 - Texto: Autoline | Foto: Banco de imagens


Aircross renovado substituiu dois carros


Quando foi lançado, há quatro anos, o C3 Aircross fez tanto sucesso que ofuscou o C3 Picasso, modelo do qual derivava a versão aventureira do monovolume – que, agora, recebe tratamento de utilitário esportivo por parte da Citroën. O design mais agressivo, com detalhes em plástico escuro e o estepe visível, posicionado no lado externo do tampa do porta-malas – visual inaugurado pelo Ford EcoSport no começo dos anos 2000 –, caíram no gosto do brasileiro.


Talvez por isso ao renovar a linha C3 a Citroën optou por manter na gama apenas o Aircross. O Picasso não existirá mais. Para atender o cliente mais conservador, a montadora optou por oferecer uma versão de entrada sem o estepe externo, mas com a nomenclatura Aircross – e, segundo seus cálculos, responderá por menos de 30% do mix de vendas.


Além de transmissões manuais e automáticas, a linha Aircross dispõe de motores 1.5 litro e 1.6 litro. Vem de série com ar-condicionado, direção elétrica, vidro, travas e retrovisores elétricos e quadro de instrumentos com computador de bordo.


Como agora é considerado um utilitário esportivo, o Aircross ganhou preços que o dão tratamento de SUV no mercado, equiparando à concorrência do segmento.


Aircross 1.5 Manual Start (sem estepe exterior) – R$ 49.990

Aircross 1.5 Manual Live (sem estepe exterior) – R$ 53.990

Aircross 1.6 Automático Live (sem estepe exterior) – R$ 58.990

Aircross 1.6 Manual Feel  (com estepe exterior) – R$ 58.990

Aircross 1.6 Automático Feel (com estepe exterior) – R$ 63.290

Aircross 1.6 Automático Shine (com estepe exterior) – R$ 69.290